• Fernando Giannini

Você é viciado em Tecnologia?


"Nada grandioso entra nas vidas dos mortais sem uma maldição". Sófocles

O vício em tecnologia é um transtorno do controle de impulsos que envolve o uso obsessivo de dispositivos móveis, internet ou videogames, apesar das consequências negativas para o usuário da tecnologia. O transtorno também pode ser referido como dependência digital ou dependência de internet.


Embora o vício em tecnologia não esteja incluído no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM) da American Psychiatric Association, seus sintomas são semelhantes aos de outra adicção comportamental incluída no manual, o jogo compulsivo. Tal como acontece com outros transtornos de controle de impulso, os viciados em tecnologia podem experimentar curtos períodos de tempo em que os sintomas diminuem e longos períodos de tempo quando os sintomas são mais fortes.


Os sinais de alerta do vício em tecnologia incluem:

  • Uso excessivo - a tecnologia pode ser usada como um mecanismo de fuga para evitar situações de vida desagradáveis ​​ou aliviar o tédio. O uso desmedido pode ser acompanhado por uma percepção prejudicada da passagem do tempo e negligência com as necessidades básicas, como fome ou sono.

  • Repercussões negativas - o comportamento viciante persiste apesar das consequências adversas, como isolamento social, brigas, fadiga, problemas na escola ou no trabalho, falta de realização ou mentira.

  • Sintomas de abstinência - o viciado pode experimentar sentimentos de inquietação, mau humor, depressão ou irritabilidade ao tentar limitar o uso da tecnologia.

Em 2018, o Center for Humane Technology, uma coalizão de profissionais de negócios do setor de tecnologia, fizeram uma parceria com a Common Sense Media, um grupo de vigilância sem fins lucrativos, para lançar uma campanha publicitária sobre o vício em tecnologia voltada para educadores e legisladores.


A campanha, chamada de The Truth About Tech, tem como objetivo abordar os efeitos potencialmente prejudiciais que os modelos de negócios construídos no engajamento do usuário estão causando. Especificamente, a coalizão está preocupada com a forma como a monetização da atenção digital coloca os lucros financeiros de uma empresa acima da saúde social, emocional e mental da população em geral e, propositalmente, incentiva o comportamento adictivo.

Campanha The Truth About Tech


Alguns líderes da indústria de tecnologia, incluindo o CEO da Salesforce, Marc Benioff, propuseram que o vício em tecnologia deveria ser tratado com regulamentações governamentais que restringem a publicidade a menores e avisos obrigatórios.


Outros argumentam que, embora essa abordagem tenha se mostrado um tanto eficaz para vícios físicos como o fumo, a exploração de uma vulnerabilidade na psicologia humana requer uma abordagem diferente. Para ajudar a reduzir o vício em tecnologia, eles incentivam as empresas de tecnologia a se auto-regularem e incluir voluntariamente recursos de produtos que permitem aos usuários definir limites de tempo e desativar notificações.


The Social Dilemma (Brasil:O Dilema das Redes; Portugal: O Dilema das Redes Sociais) é dirigido por Jeff Orlowski e escrito por Orlowski, Davis Coombe e Vickie Curtis. Foi lançado pela Netflix, em 9 de setembro de 2020. O filme analisa o papel das redes sociais e os danos que elas causam à sociedade. Recentemente a Netflix lançou um filme chamado.

O foco do filme é explicitar a manipulação sofrida pelos usuários das redes sociais com o objetivo de propiciar ganhos financeiros às empresas. Para isso, as redes usam técnicas do capitalismo de vigilância e da mineração de dados. O filme discute como cada elemento do design das redes pretende nutrir o vício do usuário, o uso para influenciar a política, o impacto na saúde mental (incluindo a saúde mental de adolescentes e o aumento das taxas de suicídio entre eles) e seu papel na disseminação de teorias da conspiração e na ajuda a grupos como os terra-planistas e supremacistas brancos.


O filme conta com uma série de entrevistas ex-funcionários das principais redes sociais e professores acadêmicos. Como o ex-especialista em ética de design do Google e cofundador do Center for Humane Technology, Tristan Harris; o cofundador do Center for Humane Technology Aza Raskin; o cofundador do Asana e co-criador do botão like do Facebook Justin Rosenstein; o professor da Universidade de Harvard Shoshana Zuboff; o ex-presidente do Pinterest Tim Kendall; a diretora de pesquisa de políticas da AI Now, Rashida Richardson; o diretor de pesquisa da Yonder Renee DiResta; a diretora do programa de bolsa de estudos da Universidade de Stanford, Anna Lembke; e o pioneiro da realidade virtual Jaron Lanier. As entrevistas são ilustradas por dramatizações protagonizadas por Skyler Gisondo, Kara Hayward e Vincent Kartheiser, que contam a história do vício de um adolescente nas redes sociais.



Autora: Margaret Rouse Artigo original: https://searchcio.techtarget.com/definition/Internet-addiction

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Social_Dilemma

Receba as notícias sobre educação e tecnologia 

Fernando Giannini

 

E-mail:

fernando.giannini@streamer.com.br

logo-3.png

© 2020 por Fernando Giannini