• Fernando Giannini

Educação a Distância: por onde começar?

Atualizado: Set 30



Ajustar-se a educação a distância provavelmente levará algum tempo, pois você precisará

de algum tempo para saber quais ferramentas funcionarão melhor para seus objetivos de aprendizagem. Sugerimos que você se sente (com sua equipe pedagógica, se aplicável) e pense criticamente desde o início sobre as prioridades. Considerando-se onde você está no semestre e onde esperava que os estudantes estivessem em Dezembro, quais são as experiências de aprendizagem mais importantes para recriar online - e a melhor plataforma para recriá-las?


Um checklist de onde começar a educação a distância


1. Faça uma analise e comece a planejar.

Comece examinando atentamente suas tarefas restantes (especialmente sua avaliação final ).


O que você espera avaliar ou fazer com que os estudantes pratiquem? De quais recursos os estudantes precisam para concluir as tarefas? Eles precisam da biblioteca, aplicações tecnológicas e/ou espaços físicos (por exemplo, laboratórios) que são difíceis (se não impossíveis) de acessar fora da escola, que ajustes você pode fazer para ajudar os estudantes a produzir algo significativo? Se os estudantes devem trabalhar em grupos, como você pode ajudar a facilitar as reuniões virtuais para eles por meio do Zoom? Se eles forem realizar apresentações orais em sala de aula, ainda faz sentido fazer isso por meio do Zoom? Ou os estudantes podem enviar uma apresentação com narração de voz embutida?

Ness post tem alguns conselhos sobre como adaptar as suas tarefas.


Reveja o material que você planejava cobrir até o final do semestre. Pense deliberadamente sobre como/onde no curso você planejava abordá-las. Se você for capaz de identificar os principais objetivos de aprendizagem para cada experiência de aprendizagem - seja aula, seminários ou laboratório - será mais fácil pensar sobre como melhor alcançá-los remotamente. Alguns conceitos podem ser melhor explicados por meio de uma palestra interativa ao vivo, assim como você faria se ainda estivesse ensinando cara a cara. Mas talvez outras partes de sua classe não exijam que os estudantes estejam no mesmo lugar (virtual) ao mesmo tempo.


Faça um balanço de todos os outros tipos de interação com os estudantes que fortalecem os cursos presenciais.  As reuniões presenciais do curso são preenchidas com pequenas conversas e micro-interações. Você pode estar acostumado a ver seus estudantes fora da sala de aula. É fácil subestimar a importância dessas conexões humanas para fazer seus alunos se sentirem bem-vindos e motivá-los a aprender. Como você pode criar novas maneiras de construir essas conexões ?


2. Alcance e reúna recursos.

Selecione as ferramentas que você acredita que é preciso para as suas aulas, crie uma conta e comece a utilizar dento do seu curso.


Discuta seus planos com sua equipe pedagógica, seus colegas e / ou Professores que podem ajudá-lo a pensar sobre os diferentes desafios logísticos que podem surgir quando você migra para a aprendizagem online, e até mesmo "testar" alguns de seus planos (por exemplo, realizar uma aula prática de Zoom com você para ajudá-lo a experimentar o vários recursos da tecnologia).


Obtenha suporte, conforme necessário, nos principais recursos de que você precisará para atingir seus objetivos. Existem diversos Tutoriais na internet que podem ajudar muito a se preparar a aprender a utilizar uma ferramenta.


Faça uma autoavaliação do seu próprio nível de conforto com as diferentes tecnologias disponíveis e considere qual seria a forma mais eficaz de cobrir os objetivos de aprendizagem. Faça os ajustes necessários de acordo com a correspondência entre seus objetivos e sua capacidade de alcançá-los remotamente, enquanto procura descobrir quais recursos seriam mais úteis.


3. Faça check-in com seus alunos. O feedback do diagnóstico é uma parte fundamental do processo de ensino aprendizagem. Normalmente, diagnosticamos a posição dos estudantes em relação aos objetivos do curso, mas, neste cenário, é importante ter uma noção do que você pode esperar dos estudantes em termos logísticos. Você pode fazer perguntas para descobrir a disponibilidade dos estudantes para que possa fazer o melhor para acomodá-los, visto que, seu corpo docente e todos vocês enfrentam restrições neste momento de interrupção. Você pode perguntar:

  • seus estudantes estão disponíveis e podem usar o Zoom durante os horários regulares de aula.

  • eles precisam participar e acessar materiais de forma assíncrona?

  • eles gostariam de participar de algumas atividades de aula síncronas, mas não estão disponíveis no horário normal.

4. Comunique suas expectativas.  Isso significa atualizar seu currículo para incorporar seus planos, explicando quais serão seus novos modos de ensino e aprendizagem e explicando claramente aos estudantes e sua equipe pedagógica quais são as expectativas para o resto do semestre. Oferecemos conselhos específicos sobre como comunicar suas novas expectativas na próxima página de nosso guia.



Fonte: Harvard University

The Derek Bok Center for Teaching and Learning

https://bokcenter.harvard.edu/remote-where-begin




Receba as notícias sobre educação e tecnologia 

Fernando Giannini

 

E-mail:

fernando.giannini@streamer.com.br

logo-3.png

© 2020 por Fernando Giannini